Fique por dentro
 

Saiba como animar a Pastoral do Dízimo da sua paróquia e buscar mais resultados

A Igreja se mantém por meio do dízimo e de contribuições dos fiéis. Descubra como animar a Pastoral do Dízimo de sua paróquia para buscar mais resultados.

Dízimo

24.11.2020 - 08:00:00 | 8 minutos de leitura

Saiba como animar a Pastoral do Dízimo da sua paróquia e buscar mais resultados

Se a pastoral do dízimo de sua paróquia está precisando de uma \"injeção de ânimo\", vem conosco neste blogpost pois você vai descobrir aqui como motivar essas pessoas tão especiais que fazem parte da Pastoral do Dízimo de sua paróquia, e consequentemente  alcançar mais resultados em evangelização de seus paroquianos. 

O resultado financeiro, aumento do dízimo? Esse será consequência.  Primeiro é necessário tocar o coração das pessoas, amando-as e evangelizando-as. Então, elas por si só abrem-se para a experiência da partilha. 
Vamos lá?

Conscientizar a pastoral sobre a importância do Dízimo - Conhecer para Amar

A Equipe da pastoral do dízimo deve ser a primeira a entender as dimensões do dízimo e como ele é importante para a manutenção da paróquia. Pois para se trabalhar por uma causa é preciso conhecê-la bem, e acima de tudo experimentá-la.

Sabemos que existem muitas pessoas que participam da pastoral do dízimo e que não são dizimistas. Mas por que isso acontece? Que fenômeno afinal é esse?

É simples: ninguém ama o que não conhece. O dízimo é um tema apaixonante por seu dinamismo histórico, pelas oportunidades de missão que ele gera, pela eficiência e eficácia na organização do povo de Deus, e o mais importante, pela experiência que essa prática permite ter com Deus e de Deus. Longe de ser imposto, taxa obrigatória, esmola ou ajuda aos padres, o dízimo é uma adesão livre e consciente ao projeto salvífico inaugurado por Jesus e por Ele outorgado aos seus discípulos e deles para cada um de nós batizados.

Conhecendo mais sobre o dízimo as pessoas começam a experimentar a graça de serem elas mesmas dizimistas convertidas, desejando levar essa boa nova a outros na comunidade. Sugerimos aqui, o curso Dízimo: Princípios Fundamentais da Escola da Partilha, que aborda o tema desde o início, sua história e como ele deve ser encarado nos dias de hoje.

Conheça a Escola da Partilha um canal de conhecimento sobre o tema do dízimo. Clique aqui! 

Investir em Treinamento e Formação


Para toda função a ser desempenhada é importante que sejam realizados treinamentos específicos. E por se tratar de um trabalho voluntário, em que as pessoas envolvidas o realizam por afinidade com a paróquia e por amor à Deus, o treinamento se torna ainda mais importante.

A formação para a Pastoral do Dízimo é uma forma de criar na equipe a consciência da necessidade de se buscar mais resultados,  ressaltando que não se trata simplesmente de arrecadar mais dinheiro sem um objetivo claro, mas sim que se está visando sempre a evangelização, e para isso é importante a captação de recursos.

Nesse ponto dos treinamentos e formação também é válido incluir uma formação para ensinar os membros da Pastoral do Dízimo a utilizarem a tecnologia disponível para a arrecadação do dízimo, como maquininha de pagamento via cartão, aplicativo de devolução do dízimo e outras ferramentas, tão necessárias hoje em dia.

Afinal, são os agentes do dízimo que muitas vezes tem um contato maior com os fiéis. Eles podem chegar mais longe, alcançar lugares onde o pároco não consegue chegar, atingindo o maior número de pessoas.

Já conhece a Servo Fiel Tecnologia? Clique aqui e descubra como podemos ajudar sua paróquia na arrecadação do dízimo.

Avaliar a situação e Estabelecer Metas Inteligentes


Se você percebeu que é necessário fazer alguma mudança em sua paróquia, isso já é um ponto de partida. Agora o importante é avaliar essa \"atual situação\" para a partir dela poder estabelecer algumas metas a serem atingidas.

Com base nos dados coletados através do dízimo, algumas perguntas precisam ser respondidas, tais como: 

  • quantos dizimistas temos cadastrados no total?
  • quantos dizimistas em média contribuem mensalmente?
  • qual o valor médio de contribuição de todos os dizimistas?
  • qual o % de fidelidade mensal dos dizimistas (esse número é calculado por uma regra de três, onde 100% de fidelidade corresponde a 12 meses de contribuição no ano anterior, e x% de fidelidade corresponde a quantas vezes o dizimista contribuiu). 

Com estes (e outros) dados em mãos e diante da realidade local da paróquia agora a pastoral do dízimo, em conjunto com o pároco, podem traçar as estratégias e metas. 

Por exemplo, neste levantamento identificou-se que a paróquia possui um número pequeno de dizimistas, se comparado com o número total de paroquianos que frequentam as missas. Então, uma das metas poderia ser alcançar mais pessoas através de uma evangelização efetiva para que se tornem dizimistas.

Pode-se observar ainda, que os valores individuais de devolução do dízimo estejam muito baixos para a realidade e condição econômica local. Então, a meta poderia ser elevar os valores médios de contribuição, através de formação para esses dizimistas e conscientização sobre o dízimo.

E assim, em cada realidade serão ações e metas diferentes. Mas sempre pensando em sair do ponto A (situação atual), e chegar no ponto B (situação desejada). 

Para engajar as pessoas é necessário que as metas sejam claras e que cada agente da Pastoral do Dízimo esteja empenhado em fazer a sua parte que a mesma seja alcançada.

Para ajudar a estabelecer as metas pode-se utilizar o método SMART, criado por Peter Drucker (especialista em gestão de empresas), e que pode ajudar na hora de estabelecer metas inteligentes.

O método SMART consiste na combinação de 5 fatores que devem ser levados em consideração na hora de estabelecer uma meta, nesse caso a meta deve ser: 

S - Específica (Specific), ou seja não adianta somente colocar como meta aumentar os resultados, pois nesse caso se os resultados do dízimo aumentassem, por exemplo, 0,1% deveria se considerar a meta atingida, ou seja, é importante que se especifique a meta.

M - Mensurável (Measurable), a meta deve ter clareza em seu entendimento, ela deve poder ser medida de alguma forma. Uma das maneiras de se medir algo é através de porcentagem. Por exemplo, aumentar em 20% a arrecadação do dízimo, essa meta é específica e mensurável.

A - Atingível (Attainable), esse ponto diz respeito a se estabelecer uma meta que pode ser alcançada, que não seja uma porcentagem absurda, mas que, mesmo que seja alta, se perceba que é possível atingi-la. É melhor estabelecer uma meta, talvez até menor, mas que seja atingível e depois aumentá-la gradativamente do que estabelecer uma meta absurda e não conseguir chegar nem perto de alcançá-la.

R - Relevante (Relevant), uma meta relevante é uma meta que, se alcançada, trará impactos positivos para a paróquia. Por isso é importante mostrar à equipe da Pastoral do dízimo de que forma a busca por mais resultados com o dízimo trará melhorias para a paróquia e gerar mais oportunidades de evangelizar com mais qualidade. Dessa forma os agentes do dízimo se sentirão mais animados para realizarem sua missão.

T - Temporal, o último fator de uma meta inteligente é o tempo, ou seja, deve-se estabelecer em quanto tempo a meta deverá ser atingida, isso traz mais clareza para todos os envolvidos.

Um exemplo de meta SMART para a equipe do dízimo seria: 
“A Pastoral do Dízimo buscará aumentar em 20% a arrecadação mensal, no período de 4 meses, para trazer mais recursos para a paróquia, garantindo um aumento significativo nos investimentos, em infraestrutura necessária para um melhor atendimento dos fiéis. A estratégia adotada será com base em uma campanha do dízimo nas redes sociais da paróquia e com o plantão do dízimo em todas as missas, especialmente na missa do dízimo.”

Vale ressaltar que é preciso trabalhar com os pés no chão, mas com os olhos e o coração no céu, confiando sempre em Deus, que é providente e sabe do que precisamos.

Para lhe ajudar nesse tema leia também: Ações digitais para aumentar o número de dizimistas. Clique aqui!


Dar Feedbacks e Promover Reuniões

Para manter a equipe sempre motivada e animada também é necessário que sempre sejam feitas reuniões e encontros de formação, onde se possa estar em constante aprendizado. 

Nessas reuniões é válido também mostrar como está o andamento das metas e das campanhas, e também é importante que se dê um feedback à equipe de como está o desempenho da pastoral.

Além de dar feedbacks também é importante ouvir os membros da equipe da Pastoral do Dízimo para que se saiba como eles estão se sentindo ao realizarem o trabalho pastoral, além de pedir sugestões de pontos que possam ser melhorados.

Motivar a Convivência e a Espiritualidade


Também é importante que se promova momentos de espiritualidade mais profundos, como retiros e encontros, esses momentos visam fortalecer a comunhão da equipe com Deus, mas também é uma maneira se motivar a convivência e a fraternidade entre os membros da pastoral.

Mesmo que não pareça a curto prazo, esse tipo ação é uma maneira de manter a equipe motivada e empenhada em buscar mais resultados para a paróquia através do dízimo.

Com essas dicas com certeza a equipe da Pastoral do Dízimo de sua paróquia irá se engajar e se empenhar cada vez mais na busca de mais resultados, tendo sempre em vista que o fim último de todas essas ações é sempre favorecer cada vez mais o investimento em evangelização.

Leia também:

- O dízimo transforma vidas - Clique aqui!
- Dica criativa para a pastoral do dízimo no mês missionário - Clique aqui!

Do mesmo autor
Mais em Dízimo
Veja todos
 
 
 
Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa política de privacidade.
ACEITAR E CONTINUAR
 
 
X
Você será atendido por um especialista.

Para agilizar o andamento, preencha os seus dados abaixo.