Fique por dentro
 

Formação, troca de experiências e treinamento sobre o Dízimo

A Pastoral do Dízimo é realidade em quase todas as paróquias e suas comunidades na Igreja do Brasil. Apesar disso, na maioria delas, a arrecadação é insuficiente para sua autossustentação. Por quê? Descubra neste post do blog!

Dízimo

17.01.2021 | 4 minutos de leitura

Formação, troca de experiências e treinamento sobre o Dízimo

A Pastoral do Dízimo é realidade em quase todas as paróquias e suas comunidades na Igreja do Brasil. Apesar disso, na maioria delas, a arrecadação do dízimo não atende ao que orienta o Doc 106 da CNBB, onde pede que o dízimo seja o mecanismo de auto sustentação das paróquias. Por quê? 

Porque apesar de muito se falar sobre Dízimo nos últimos 40 anos, na Igreja do Brasil, estamos, ainda, em processo de formação por uma cultura comunitária de corresponsabilidade e pertença, o que exige uma compreensão ampla e adaptações à realidade dessa prática de tempos em tempos. 

Essa compreensão deve acontecer, primeiramente, no coração e no saber dos sacerdotes e agentes da pastoral, para que esses espalhem esta evangelização aos fiéis em geral. Para isso, sabe-se que existem muitos desafios a serem vencidos, pois como evangelizar sobre o dízimo se ainda não somos evangelizados a esse respeito?


Escola da Partilha

Em resposta a essa necessidade da Igreja, nasceu a Escola da Partilha, que é um sonho que vem sendo nutrido há 40 anos por agentes da Pastoral do Dízimo na Igreja do Brasil.

Na era do conhecimento e da tecnologia, nada mais justo e certo que o saber seja disseminado de modo amplo e acessível ao maior número de pessoas. Dessa forma, nosso objetivo é disponibilizar conteúdos, métodos e técnicas que permitam, aos mais de meio milhão de agentes da Pastoral do Dízimo, maior eficiência e eficácia na missão de conscientizar, organizar e manter essa prática de autossustentação dos bens terrenos da Igreja.

A importância da formação
Um dos pontos mais importantes no amadurecimento de uma Pastoral do Dízimo é sua vivência contínua de formação, espiritualidade e vida comunitária. A espiritualidade e a vida comunitária costumam acontecer a partir da dinamicidade da paróquia e suas comunidades, porém, a formação acaba sendo esquecida em alguns momentos, o que gera desafios constantes para a pastoral.

“Como gostaria de encontrar palavras para encorajar uma ação evangelizadora mais ardorosa, alegre, generosa, ousada, cheia de amor até o fim e feita de vida contagiante! Mas sei que nenhuma motivação será suficiente, se não arde nos corações o fogo do Espírito Santo” (Evangelli Gaudium, 261). 


Cursos e treinamentos

Para toda função a ser desempenhada, é importante que sejam realizados treinamentos específicos. E, por se tratar de um trabalho voluntário em que as pessoas envolvidas o realizam por afinidade com a paróquia e por amor a Deus, o treinamento se torna ainda mais importante. 

A formação para a Pastoral do Dízimo é uma forma de criar na equipe a consciência da necessidade de se buscar mais resultados de evangelização, ressaltando que não se trata simplesmente de arrecadar mais dinheiro sem um objetivo claro, mas sim que se está visando sempre a evangelização, e para isso é importante a captação de recursos. 

Nesse ponto dos treinamentos e formação, também é válido incluir uma formação para ensinar os membros da Pastoral do Dízimo a utilizarem a tecnologia disponível para a arrecadação do Dízimo, como maquininha de pagamento via cartão, aplicativo de devolução do Dízimo e outras ferramentas tão necessárias hoje em dia. 

Afinal, são os agentes do Dízimo que, muitas vezes, têm um contato maior com os fiéis. Eles podem chegar mais longe, alcançar lugares onde o pároco não consegue chegar, atingindo o maior número de pessoas.

Os leigos são "homens e mulheres da Igreja no coração do mundo, e homens e mulheres do mundo no coração da Igreja" (Doc. Aparecida, 209). 

E aí, o que você está esperando para ingressar na Escola da Partilha conosco?
Para conhecer mais sobre este projeto e saber como podemos ajudar sua paróquia, clique aqui.

Leia também:

5 dicas para falar sem medo sobre o Dízimo nas missas

Do mesmo autor
Mais em Dízimo
Veja todos
 
 
 
Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa política de privacidade.
ACEITAR E CONTINUAR
 
 
X
Você será atendido por um especialista.

Para agilizar o andamento, preencha os seus dados abaixo.