Fique por dentro
 

Dicas para aumentar a arrecadação do Dízimo com a DízimoFiel

Ter ferramentas que possibilitem uma certa facilidade para os fiéis pode ser uma alternativa para ter uma boa arrecadação de Dízimo em sua paróquia. Confira!

Dízimo

12.04.2021 | 7 minutos de leitura

Dicas para aumentar a arrecadação do Dízimo com a DízimoFiel

O Dízimo nada mais é do que uma expressão de gratidão do fiel a Deus, reconhecendo a ação divina em sua casa, sua vida, sua história, e compreendendo que, através da sua contribuição, a obra de Deus pode continuar.

Já na visão paroquial, o Dízimo é a ação de Deus manifestada através de cada dizimista, que ajuda a manter sua paróquia e também a alcançar muito mais pessoas por meio da evangelização. E, com este intuito, de ampliar as estruturas, de realizar ainda mais ações e de manter a obra do Senhor, é natural que o desejo paroquial seja aumentar sua arrecadação mensal.

Mas, aumentar esta contribuição é um grande desafio para muitas paróquias. Por isso, desenvolvemos este conteúdo. A seguir, compartilhamos algumas dicas que podem colaborar para o aumento da arrecadação do Dízimo em sua paróquia. Esperamos que fortaleçam ainda mais a sua Pastoral e os resultados dela!

1 - Ofereça mobilidade ao fiel

Quando falamos aqui sobre mobilidade, quer dizer que a paróquia precisa melhorar no aspecto "locais onde o fiel pode devolver o seu Dízimo". Muitas paróquias possuem apenas dois locais fixos onde costumam receber o Dízimo e as ofertas dos fiéis: na celebração da Santa Missa (durante o ofertório) e na secretaria paroquial. 

Este formato atualmente acaba não gerando tamanha fidelidade, pois mesmo que os dizimistas frequentem assiduamente as missas, com a correria do dia a dia, todos nós sabemos bem o que é cair no esquecimento, ou ainda estar sem dinheiro vivo na carteira. Por este motivo, seria muito importante encontrar para estas pessoas, que geralmente não conseguem estar na secretaria paroquial em seu horário de funcionamento, uma forma mais facilitada para o acolhimento do Dízimo.

Estender este tempo para antes de iniciar a Missa e, também depois do final dela, onde a Pastoral do Dízimo tenha uma pessoa disponível para atender a estes que desejam realizar a contribuição, proporcionando também uma opção diferente de apenas dinheiro em espécie, hoje é possível, sem perder o controle e de maneira rápida e segura.
 
2 - Diversifique as formas de recebimento


Uma outra sugestão é que neste plantão do Dízimo, a equipe tenha à disposição uma máquina de cartão, como a maquininha DízimoFiel, pensada exclusivamente para o recebimento de Dízimo e ofertas. O seu maior diferencial é que ela é um pequeno computador + impressora + máquina de recebimento em cartão, no qual está instalado um poderoso e completo sistema de acolhimento de Dízimo, ofertas e todos os recebimentos que existam na paróquia. 

O dizimista poderá devolver o seu Dízimo, receber um comprovante, e todas as transações, sejam elas por cartão de crédito, débito, ou ainda em dinheiro, são automaticamente enviadas ao sistema de gestão financeira e conciliação bancária da paróquia. Muita praticidade para a secretaria paroquial! 

Sem contar que, através dela, a Igreja estabelece uma maior fidelidade por parte dos dizimistas, afinal, mesmo que haja o esquecimento ou não tenham dinheiro físico na hora, quem não anda com um cartão no bolso? Quando geramos essa fidelidade e facilidade para eles, automaticamente geramos para nós, paróquia, um aumento na contribuição do Dízimo.

3 - Faça o fiel se sentir parte 

Quando nos sentimos parte de algo, nossa decisão em ajudar geralmente é mais rápida e tranquila, concorda? Por isso, recomendamos que sua paróquia crie uma campanha de "pertença" para os seus fiéis. 

É importante, além de criar esta campanha, realizá-la de tempos em tempos e de maneiras diferentes para recordar sempre que o dizimista é parte fundamental da obra de Deus e da sua paróquia. Essas campanhas são mais simples do que parecem! É importante trazer este sentido de pertença que irá gerar vínculo e proximidade, oportunizando uma colaboração ainda maior com as ações sociais que a paróquia desenvolve.

Neste mesmo sentido, é preciso lembrar para os fiéis que o Dízimo é sempre uma forma de gratidão a Deus, e ele deve ser dado com alegria no coração. Este ato une o dizimista ao Pai de maneira firme e construtiva, e os laços se mantêm fortes como o sentimento de pertencimento à paróquia e às obras de Deus, criando sede no coração para participar cada vez mais!

Sugerimos, como um mimo ao dizimista, o "Chaveiro do Dizimista". Esse objeto tem 3 finalidades básicas:
Identificar rapidamente o dizimista na maquininha DÍzimoFiel, agilizando o recebimento do Dízimo e evitando erros de lançamento;
Gerar no dizimista um sentimento de valorização, afinal ele foi reconhecido, recebeu um presente da sua paróquia, um chaveiro abençoado em missa solene, e ainda, neste chaveiro abençoado, há a imagem do padroeiro da paróquia;
Lembrar o dizimista do seu compromisso com o Dízimo e sua comunidade, pois ao orientá-lo que esse chaveiro seja colocado na chave da sua casa ou do seu carro, todos os dias, terá contato com ele, servindo de âncora para marcar sua fidelidade.

4 - Prestação de contas


Uma boa prestação de contas para os seus fiéis dizimistas é um ótimo caminho para alcançar a fidelidade e novos dizimistas, sem contar que também é um caminho muito eficaz e certeiro para aumentar a sua contribuição, pois aqui os dizimistas encontrarão segurança em sua contribuição e verão os resultados. Mas, para que isso realmente aconteça, é importante que seja feita uma boa prestação de contas, não apenas aquele papel impresso e colocado no mural da paróquia.

O importante é mostrar para a comunidade onde os recursos recebidos estão sendo investidos, quais obras sociais estão sendo mantidas, quais melhorias foram realizadas na paróquia naquele mês, quantas famílias estão sendo ajudadas com cestas básicas, se houve a compra de algum novo equipamento para a paróquia, entre tantas outras atividades que a comunidade desempenha durante o mês; por menores que elas pareçam ser, elas merecem ser divulgadas como prestação de contas. 

Já diz o velho ditado: "o que não é visto, não é lembrado". E, para manter a fidelidade dos dizimistas, mostrar o que vem sendo feito com o dinheiro do Dízimo é uma boa prática que muitas paróquias vêm adotando e colhendo bons frutos. 

5 - Ofereça também meios de devolução on-line


Assim como a DízimoFiel é uma maquininha de cartão presencial, a paróquia tem mais uma ferramenta interessante para disponibilizar aos fiéis: a DízimoFiel On-line! 

É uma solução via LINK ou QRCODE para recebimento de valores on-line por meio de cartão de crédito ou de débito, que as paróquias podem disponibilizar à comunidade. A contribuição pode ser realizada de qualquer aparelho (computador ou celular) que tenha conexão com internet. Clique aqui e veja como é fácil utilizá-lo! 

Esta é uma ferramenta importante para os momentos on-line em que a paróquia realiza uma live, por exemplo, ou a transmissão da Santa Missa. Devido à pandemia do novo coronavírus, percebemos várias situações de isolamento, por exemplo: pessoas idosas são orientadas a ficar em casa; pessoas que possuem sintomas ou estão cumprindo isolamento com algum familiar não devem frequentar a Santa Missa. 

Mesmo em casa, essas pessoas podem querer contribuir com o Dízimo ou demais ofertas. Com a disponibilização do QRCODE, isso é possível, sem perder o controle e a rastreabilidade de quem está contribuindo com a paróquia.

O mais importante depois de todas essas dicas, é se colocar no lugar do fiel. Veja só quantas oportunidades ele poderá ter para contribuir com a paróquia de forma mais ativa e participativa! Teste em sua paróquia por um tempo e comprove os resultados positivos.

Quanto maior a facilidade para cada dizimista e maior a transparência e inclusão para com eles em cada processo, melhores serão os resultados e, de forma gradativa, mais fiéis sentirão-se parte da obra de Deus e irão querer ajudar. 

A equipe da ServoFiel está à disposição via WhatsApp para sanar suas dúvidas e lhe ajudar a entender quais das nossas soluções mais se adequam à sua realidade paroquial para então, firmarmos uma parceria que impactará positivamente na vida de muitas pessoas. Acesse também o nosso site e fique por dentro de tudo! 

Leia também:

- 5 dicas para falar sem medo sobre o Dízimo nas missas

Do mesmo autor
Mais em Dízimo
Veja todos
 
 
 
Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa política de privacidade.
ACEITAR E CONTINUAR
 
 
X
Você será atendido por um especialista.

Para agilizar o andamento, preencha os seus dados abaixo.