Fique por dentro
 

Dicas para celebrar e viver o Mês Vocacional na paróquia

O mês vocacional deve ser bem vivido na paróquia, e neste texto trouxemos algumas sugestões de atividades para promover durante o mês de agosto. Confira!

Igreja

01.08.2021 | 6 minutos de leitura

Dicas para celebrar e viver o Mês Vocacional na paróquia

Na Igreja Católica, o mês de agosto tem uma temática muito especial: as vocações! 
Este é um tema muito importante de ser abordado nas paróquias, pois são as vocações que trazem vida e movimento ao ambiente paroquial.

Famílias frequentam a Igreja e trazem seus filhos, que participam da catequese, e, com o incentivo familiar, vão adentrando nos trabalhos paroquiais. Muitas vezes, ali tem o primeiro contato com a vocação sacerdotal e religiosa, e também com a possibilidade de um namoro e casamento. Veja como é rica a presença da família na paróquia, afinal, é na família que nascem e crescem todas as vocações.

Com este texto, nosso objetivo é dar dicas de como a paróquia pode aproveitar este mês vocacional para promover ações evangelizadoras. Boa leitura!

Cada final de semana tem uma temática

Em cada final de semana do mês de agosto é meditada uma das vocações:

Primeiro: sacerdotal, com o dia do padre, e além do padre são lembrados todos os ministros ordenados, diáconos e bispos. 

Segundo: matrimonial, com o dia dos pais, em que é celebrada toda a vocação familiar.

Terceiro: vida consagrada, com os religiosos e consagrados que doam suas vidas ao Reino de Deus.

Quarto: leiga, com o dia do catequista, em que lembramos de todo o povo que serve a Deus em sua realidade, no trabalho, escola, pastorais e movimentos eclesiais.

Sugestões de ações para o mês de agosto na paróquia

Missas Vocacionais

Em ao menos uma das missas de cada final de semana do mês de agosto, convide alguém para dar um breve testemunho de como é sua vocação, caso seja possível, encontre pessoas da própria paróquia para ilustrar este testemunho. Isso vai enriquecer muito a vida da Igreja, uma vez que as outras pessoas podem já ter visto "aquele casal", "aquele jovem" ou ainda "aquele catequista" ou algum outro leigo que serve a comunidade, em algum outro momento da vivência paroquial, e vão reconhecer que eles são fruto da própria paróquia. É importante que essas pessoas que darão seu testemunho tenham uma vivência pastoral.

Promover palestras ou webinars que esclareçam as vocações 

Imagine o quão especial será promover encontros nos quais se fale com mais profundidade sobre cada vocação. Pode ser uma "tarde vocacional" ou até mesmo vários encontros com temas específicos. O mais importante aqui é fazer uma boa divulgação para que as palestras tenham público para que possam gerar frutos posteriores, de forma online ou presencial. Uma das vantagens em fazer on-line ou até os dois formatos juntos, é que esse material fica disponível para quem quiser assistir depois.

Formação para casais

Outro evento muito interessante será algo voltado especificamente para casais, no qual seja falado sobre a importância de uma vida familiar centrada em Cristo, que é fundamental para o futuro dos filhos e também das vocações que irão nascer desta família.

Caso em sua cidade ainda não seja permitido realizar mesmo que pequenas reuniões, devido à pandemia da Covid-19, realize esses encontros de maneira online, pelo Facebook de sua paróquia e atraia ainda mais pessoas! 

Aliás, como você trabalha as redes sociais de sua paróquia? Temos um material exclusivo com dicas úteis, confira aqui!

Ah, que tal conferir também um checklist para não esquecer de nenhum detalhe no seu evento paroquial?

Momentos de oração pelas vocações

É importante para uma paróquia ter pessoas ativas na comunidade, pois, como já dissemos anteriormente, são as pessoas que dão vida à paróquia. Por isso, promova momentos de oração pelas vocações, estes podem até seguir uma programação especial, ou até mesmo, serem incluídos nos que já existem, como por exemplo: terço dos homens, grupos bíblicos de reflexão, catequese, grupos de oração… enfim, que no mês de agosto em todo e qualquer encontro, presencial ou online, seja realizado um breve momento de oração pelas vocações. 

Orientação vocacional pelo Sacerdote

A palavra do Sacerdote em uma comunidade tem muito peso, que dirá então para um jovem ou uma jovem que está em dúvida quanto a suaa vocação. Especialmente neste mês, é importante que seja falado ns missas a respeito desta missão que o padre tem de orientar e indicar caminhos vocacionais àqueles que precisam de aconselhamento. 
Inclua nos avisos das celebrações sobre os dias de atendimento do padre, dando ênfase nesta orientação vocacional. Ressalte que o sacerdote está à disposição e ficará muito feliz em acolher todos os que precisarem de apoio.

Vocações e o Dízimo
Também a equipe da Pastoral do Dízimo pode preparar algo que leve às famílias a refletirem com seus filhos a respeito das vocações. Realmente é nas famílias que nascem as vocações, mas para que elas surjam é preciso o cultivo. 
Um pequeno cartão, entregue para as crianças, junto com um bombom pode despertar na família a reflexão a esse respeito. O cartão pode conter os seguintes dizeres: Qual minha vocação?  E algumas palavras espalhadas, como: catequista, padre, freira, mãe, pai, ministro da eucaristia, dizimista, …. e quantos outros. Estas palavras despertarão nas famílias a observação de quantas vocações temos e quantas oportunidades de servir à Deus com nossa vida.


Mensagem do Papa Francisco

Por ocasião do 58º Dia Mundial de Oração pelas Vocações o Papa Francisco escreveu uma carta, separamos aqui um pequeno trecho que mostra o servir alegre e disponível de São José, que ele nos inspire a viver cada vez melhor a nossa vocação! Confira: 

"Por isso gosto de pensar em São José, guardião de Jesus e da Igreja, como guardião das vocações. Com efeito, da própria disponibilidade em servir, deriva o seu cuidado em guardar. «Levantou-se de noite, tomou o menino e sua mãe» (Mt 2, 14): refere o Evangelho, indicando a sua disponibilidade e dedicação à família. Não perdeu tempo a cismar sobre o que estava errado, para não o subtrair a quem lhe estava confiado. Este cuidado atento e solícito é o sinal duma vocação realizada. É o testemunho duma vida tocada pelo amor de Deus. Que belo exemplo de vida cristã oferecemos quando não seguimos obstinadamente as nossas ambições nem nos deixamos paralisar pelas nossas nostalgias, mas cuidamos de quanto nos confia o Senhor, por meio da Igreja! Então Deus derrama o seu Espírito, a sua criatividade sobre nós; e realiza maravilhas, como em José".

Essas foram algumas dicas que separamos para que o seu mês de agosto seja especial e gere muitos frutos em sua paróquia. 

Do mesmo autor
Mais em Igreja
Veja todos
 
 
 
Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa política de privacidade.
ACEITAR E CONTINUAR
 
 
X
Você será atendido por um especialista.

Para agilizar o andamento, preencha os seus dados abaixo.